quinta-feira, 9 de maio de 2013

Extremamente Alto, Incrivelmente Perto (Livro e Filme)




Oliver, uma garoto de 9 anos, sente-se só e transtornado após a morte de seu pai no 11 de setembro. Ao mexer nas coisas do seu pai para procurar indícios de um 6 distrito em Nova York, jogo esse que o garoto costumava desenvolver com o falecido a, ele encontra uma envelope escrito a palavra black e contendo uma chave. Acreditando que se tratava de um sobrenome, o menino procura por todas as casas de Nova York cujo o proprietário/a se chamava Black, nesse momentos ele acaba conhecendo várias pessoas e descobrindo que seu  drama não é maior do que o da maioria das pessoas.

Primeiro assisti o filme há uns dois anos atrás e não sabia que existia o livro. O filme foi perfeito, gostei bastante  do ator que viveu o Oliver (Thomas Horn). O livro também é muito bom, a narrativa é super fluida e as histórias paralelas confirmam que cada pessoa tem seu drama e esse não é maior nem pior do que os dos demais. Me emocionei bastante com a história da avó de Oliver, que foi abandonada pelo marido ao esperar seu primeiro e único filho, além de sua adolescência na América do norte, uma vez que ela nasceu na Alemanha e precisou fugir de seu país por conta da guerra.

Outro ponto alto do livro são as fotos e figuras que o ilustra ao longo da narrativa, acho que é uma forma de aproximar o leitor com os conflitos relatados.


O livro é muito bacana e há poucas diferenças entre ele e o filme, então vale a pena conferir os dois.




Postar um comentário
Copyright © 2014 ESTANTE DO RÊ